top of page

5 de dezembro

Como a inteligência artificial promove a inclusão financeira

Saiba como a inclusão financeira dos sub-bancarizados pode revolucionar o sistema econômico

Promover a inclusão financeira na América Latina já passou de ser importante para se tornar imprescindível. Uma pesquisa feita por nós da 1datapipe mostra que 70% dos latino-americanos não têm acesso a serviços financeiros essenciais, como

  • abrir uma conta bancária

  • ter um cartão de crédito no nome

  • parcelar compras pela internet

  • conseguir financiar um carro ou uma casa

  • ou nem mesmo já fez um Pix (já que precisa de uma conta em um banco pra isso)

Quando se fala em inclusão financeira no Brasil, o cenário não difere. A mesma pesquisa mostra que 60 milhões dos brasileiros enfrentam desafios ao tentar acessar produtos bancários. Muito se dá pela forma que o tratamento de dados é feito pelas instituições financeiras. 

Cerca de 40% dos sub-bancarizados que solicitam algum produto financeiro veem divergências entre instituições. Os critérios simplesmente não são claros o suficiente, fazendo com que uma instituição aprove crédito e outra não, por exemplo.

Mas todos os dias têm muitas soluções sendo desenvolvidas e ajudando setores, inclusive o financeiro. Soluções com IA prometem democratizar e padronizar o processo de inclusão financeira, principalmente àqueles que são sub-bancarizados.

Pronto para entender como a IA pode revolucionar a inclusão financeira e permitir que cidadãos sub-bancarizados prosperem? 

O que é inclusão financeira?

No sentido literal do termo, inclusão financeira é inserir alguém em um sistema que oferece produtos econômicos. Trata-se de dar igualdade de oportunidade de acesso a serviços como crédito, produtos financeiros, acesso a bancos, entre outros. 

Existem quatro pilares básicos da inclusão financeira:

  1. Acesso a dinheiro em espécie (físico);

  2. Integração de informações entre instituições financeiras;

  3. Uso de serviços e produtos bancários;

  4. Disponibilidade de ofertas variadas e de qualidade.

No entanto, muitas vezes a oferta de serviços bancários passa por limites nos sistemas de análise das instituições, ocasionando a exclusão de uma parcela considerável da população latino-americana.

Quem não está incluído no sistema financeiro?

Em resumo, o sistema financeiro é formado pelos:

  • bancarizados (pessoas que tem pleno acesso a instituições e produtos financeiros)

  • sub-bancarizados (pessoas que até podem ter conta bancária, mas enfrentam dificuldades em obter serviços financeiros aos quais têm condições de bancar)

  • desbancarizados (aqueles que não possuem acesso a qualquer serviço financeiro e sequer possuem uma conta bancária).

O perfil dos sub-bancarizados

Os sub-bancarizados são excluídos por conta da análise de dados insuficiente feita por instituições tradicionais. Isso porque ter uma conta bancária não significa que a inclusão financeira está garantida.


É importante ressaltar que o termo sub-bancarizado não é reconhecido pelo Banco Central ou pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Apesar disso, os sub-bancarizados são pontos importantes de exclusão no setor.


Do público apto a ter uma conta bancária no Brasil, 67% (107,2 milhões) é sub-bancarizado. Mas não pense que a distribuição de sub-bancarizados é igualitária entre as classes sociais. Quanto menor a renda, maior o número de pessoas com acesso restrito a produtos financeiros.


Um levantamento feito por nós da 1datapipe em julho deste ano levantou a quantidade de sub-bancarizados por classe social. Confira:

  • Classe E - 71% sub-bancarizado (41.752.260 pessoas)

  • Classe D - 56% sub-bancarizado (25.855.200 pessoas)

  • Classe C - 39% sub-bancarizado (15.731.820 pessoas)

  • Classe B - 21% sub-bancarizado (2.245.320 pessoas)

  • Classe A - 9% sub-bancarizado (539.460 pessoas)


Um número alto, independentemente da classe social. 

Dificuldades enfrentadas pelos sub-bancarizados

Você deve imaginar que a vida de um sub-bancarizado pode ser um pouco mais complicada. Entre os principais desafios que essas pessoas enfrentam estão:

  • dificuldades em viajar

  • em comprar online de forma parcelada

  • não conseguir comprar uma casa ou carro

  • não conseguir investir na educação

  • não conseguir abrir uma conta ou ter um cartão de crédito no seu nome.

Isso pode significar muito mais do que não ter acesso a um serviço, mas o impedimento de que essa pessoa tenha oportunidades de prosperar. Seja por conseguir investir em melhoria de vida ou até mesmo em um negócio próprio. 

A inclusão financeira, então, não deve ser vista como uma questão individual, mas coletiva. No entanto, se essas pessoas excluídas têm a possibilidade de honrar seus compromissos financeiros, por que elas não conseguem crédito?

Para explicar esse cenário, detalhamos abaixo como funciona o processo tradicional de análise financeira e a revolução prometida com o advento da inteligência artificial.

O processo de inclusão financeira

Revolucionar a inclusão financeira depende da transformação de como as pessoas sub-bancarizadas são enxergadas pelo próprio sistema. Para isso, ampliar a quantidade de informação sobre cada cliente pode ajudar. 
Atualmente, uma empresa que fornece um produto financeiro normalmente avalia tradicionalmente as seguintes informações dos usuários:

  • restrições no nome;

  • perfil de crédito;

  • documentos pessoais (e do parceiro - se houver);

  • comportamento financeiro;

  • análise patrimonial;

  • histórico de pagamentos.

Isso traz diversos desafios, principalmente para aqueles cuja fonte de renda não é proveniente de uma carteira assinada. Como fazer a análise de uma pessoa que sequer tem um histórico de crédito para ser avaliado? Ou um patrimônio consolidado? É aí que entra a Inteligência Artificial. 

Como a Inteligência Artificial pode auxiliar na inclusão financeira no Brasil

foto inteligencia artificial.png

Toda tecnologia vem para facilitar algum processo ou para fazer a sociedade evoluir. Foi assim com a roda, com os carros, aviões, telefone, energia… e com a Inteligência artificial também é assim. 

Diferentes soluções têm surgido nos últimos anos para tornar a vida de pessoas e empresas mais simples e eficientes. Uma delas é a que propomos aqui na 1datapipe.

Pensando em como melhorar a inclusão financeira da população, a empresa trouxe soluções nunca antes vistas que reduziram um gap na análise financeira do Brasil. 

Inclusão Sub-bancária

Existem indivíduos dignos de crédito que normalmente são negligenciados pelas análises tradicionais. A inclusão de sub-bancarizados é possível através do uso da IA para essa tarefa. Além dos critérios tradicionais, a nossa solução avalia mais de 380 atributos do cliente.

Isso proporciona, também, a avaliação de riscos e nível de confiança daquele cliente de uma forma holística.

Para construir essas análises, são utilizadas tecnologias de Machine Learning e algoritmos inteligentes que permitem com que sejam tomadas decisões baseadas em dados precisos.

Dessa forma, é possível contemplar os mais de 70% de clientes dignos de crédito que ainda são negligenciados pelo sistema financeiro tradicional na América Latina. 

Soluções e Pontuações da 1datapipe: solução completa para insights abrangentes no setor

Nossa solução de Inclusão Financeira integra análises personalizadas e dados comportamentais de forma transparente. Por meio de um cálculo dinâmico e veloz, avalia o perfil de um consumidor a partir da:

  • Pontuação de Segurança de Identidade e Fraude;

  • Pontuação de Estabilidade de Renda;

  • Pontuação de Confiança de Crédito;

  • Pontuação de Inclusão Financeira, que cobre aspectos como segurança contra fraudes, acessibilidade de pagamento, padrões de pagamento e confiabilidade, propensão a consumir mais produtos financeiros, empréstimos justos para novos clientes, e agrupamento de estilo de vida e finanças.

Como nossas soluções diferem das tradicionais?

A 1datapipe se destaca como a única empresa na América Latina que oferece uma jornada do cliente holística, começando com análises de Identidade e Fraude e contemplando até a Inclusão Financeira.

Fazemos uma mistura sem precedentes de dados alternativos ricos e modelos avançados de IA. Essa combinação nos permite construir perfis de clientes de forma precisa, indo além das limitações dos birôs de crédito. Tudo isso, por sua vez, permite um entendimento mais realista e compreensivo dos consumidores.

"Lançar nossa empreitada na América Latina marca um movimento crucial em nossa estratégia global, navegando estrategicamente pela paisagem financeira única deste mercado significativo e diverso", observou Carey Anderson, CEO da 1datapipe.

Ele ainda enfatiza que "Nossas soluções de análise de clientes baseadas em IA vão além da análise de dados convencional; elas atuam como um poderoso catalisador para a transformação. Ao fornecer às empresas insights essenciais sobre os clientes, criamos uma força motriz para a inclusão financeira, permitindo que alcancem mercados inexplorados e se conectem com populações desatendidas pelos produtos e serviços financeiros dos quais precisam para prosperar".

Decidir se um perfil é apto ou não para consumir produtos financeiros requer uma gama maior de informações, que podem ser processadas rapidamente com a inteligência artificial. 

Além disso, a IA tem a capacidade de aprendizado contínuo, o que torna a análise dinâmica e adaptável para o momento de vida da sociedade. 

Por utilizar mais informações, os consumer insights ficam mais completos e precisos, incluindo uma grande parte da sociedade que tem capacidade de honrar seus compromissos financeiros, mas que, por vezes, é excluída. 

Como a inclusão financeira dos sub-bancarizados faz a diferença

foto analytics.png

Empresas e a sociedade como um todo só tem a ganhar com a inclusão dessas pessoas na aquisição de produtos financeiros. Trata-se de 60 milhões de brasileiros. Já quando olhamos para a América Latina inteira, temos 70% da população local.

Só no Brasil, os desbancarizados e os sub-bancarizados movimentam pelo menos R$800 milhões por ano. Imagine só quanto eles podem investir na economia ou adquirir de sua empresa se puderem ter acesso a  crédito, parcelamento de compras ou acesso a outros produtos financeiros?

A IA também é capaz de tornar aquele possível cliente que ainda é invisível para você muito mais palpável. Isso pode fazer seu negócio crescer, com customer insigths mais precisos e completos. 

Já deu pra ver que fazer parte dessa revolução da inclusão financeira só vai trazer benefícios. Já pensou abocanhar essa parcela do mercado? E muitos deles são aptos a ter acesso a mais produtos do que o sistema tradicional indica. E uma sociedade em que mais dinheiro circula só tende a crescer. 

bottom of page